É basicamente isto.

É basicamente isto.

10 de março de 2013

Mereço o ar que respiro...?

Dou por mim a pensar em todas as vezes que ouvi um "tu não és normal", ou um" tu és estranha". Seria a isto que se referiam? Estive desligada dos meios de comunicação praticamente todo o fds, e quando volto a inteirar-me do que se passa neste País maravilhoso, e onde dá gosto viver nos últimos tempos, apercebo-me da febre quase generalizada com o Moda Lisboa. "Sim senhora CM, sim senhora. Pensas que chegas a algum lado assim?", diz a voz na minha cabeça. Já não bastava nunca ter metido os pés no evento, não ter sido convidada em edição alguma, e agora, como é hábito, passa-me ao lado. Aliás, há quantos dias andamos nisto e eu não sei? E dura muito mais? 
Vi uns minutos da reportagem, juro que vi. Em pura agonia. Não tanto pelo evento em si, que promove os criadores Portugueses, o que me parece positivo e necessário, mas pelo que oiço de certas bocas. Isto é para acompanhar sem som, não é? É esse o truque?
 
Às vezes pergunto-me: que raio de mulher sou eu? De onde vim, e para onde vou?

17 comentários:

  1. Essas são as grandes questões que permanecem para a Humanidade descobrir:

    "Seria a isto que se referiam?"

    "Pensas que chegas a algum lado assim?"

    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais. E eu já tenho as minhas respostas!

      Eliminar
  2. Não acho piadinha nenhuma à Moda Lisboa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Junta-te a mim, companheira incompreendida...

      Eliminar
  3. Tu és tu, mulher! Esquece lá isso. E fizeste bem em passar uns dias desligada da tv...que é muita poluição mental, e não faz bem a ninguém...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já esqueci, bastaram um minutos de reportagem ;)

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Calma pessoas, calma. O que o POC, maroto, queria dizer, é que é um evento bombástico.

      Eliminar
  5. "Isto é para acompanhar sem som, não é? É esse o truque?" Hahaha, muito bom!

    Não ser normal pode ser algo bom, dependendo da normalidade que nos rodeia. :)

    Tenho uma surpresa pra ti lá no blog!

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso, tenho para mim que estamos perante um desses momentos da vida, em que a minha "anormalidade" é uma vantagem :)

      Vou ver! Beijinho!

      Eliminar
  6. Então eu gosto muito de ser anormal...os segundos que os meus olhos passaram pela televisão numa peça sobre esse tema estavam a entrevistar umas aberrações quaisquer, mudei logo de canal, sim que tenho crianças em casa e não quis que as meninas morressem de susto!

    Jinhossss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, tu não deixes as pequenas ver isso. Isso, e as Casas dos Segredos ;)

      Eliminar
  7. Eu nunca perco a Moda Lisboa. Nunca perco porque nunca a encontrei. ahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a tua sorte, digo-te eu. É a tua sorte.

      Eliminar

Elaborai à vontade a tua teoria.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.