É basicamente isto.

É basicamente isto.

7 de março de 2013

Ai, Ai as Mulheres #2

Que fique registado que, de cada vez que assumo uma característica feminina menos abonatória (chamemos-lhe assim, não há cá necessidade de chamar defeito a coisas que não são, pela madrugada!) sinto uma profunda agonia. Afinal de contas, se não somos nós a defender-nos, bem podemos esperar sentadinhas que sejam eles a fazê-lo. Por outro lado, sou uma pessoa justa e as coisas têm que ser assumidas como são. A verdade acima de tudo. E a verdade é que, às vezes, só às vezes (não entremos em exageros desnecessários, volto a reforçar esta ideia que me parece fundamental) nem eu me aguento a mim mesma. Honestamente.
Saí de casa decidida a enfiar-me no cabeleireiro ( a minha já conhecida curta paciência começou logo a revirar-se e a praguejar cá dentro) para escurecer o cabelo. Estava para lá de farta do cabelo claro. De hoje não passava. Nem a greve me ia parar. Sabia perfeitamente o que queria e quando queria. Queria o cabelo escuro e queria já. Confiante, lá fui eu.
1h30 depois de ter o rabo alapado na cadeira do cabeleireiro, o serviço estava pronto. Cabelo mais escuro. Ahhh, pura alegria, sentia-me outra, sentia-me bem...pensam vocês. Cláudia Maria olha para o espelho, hesita meio minuto, encara a cabeleireira que, no final de um dia de trabalho cheio, me retribuiu o olhar "Amiga, tu é que pediste", vai buscar toda a sua lata e falta de vergonha na cara e diz "Está engraçado, mas, se não for muito tarde já para si, pode refazer tudo? Quero a cor que tinha. Agradecida".
2h15 depois de ter o rabo alapado na cadeira do cabeleireiro, voltei a casa na mesma. Completamente derrotada e de cabelo claro. Sinceramente homens, há coisas em que têm razão. As nossas mudanças de apetites causam tonturas à mais equilibrada das pessoas. Eu própria tenho dificuldade em acompanhar-me. Mas às vezes, só às vezes. Não entremos em histerismos.
 
O meu muito obrigada à Santa da minha Cabeleireira é à sua paciência. Evitou uma crise que sabemos lá que proporções poderia ganhar. Sabemos lá...

19 comentários:

  1. Há excepções eu fico mal muitas vezes porque defendo as mulheres, :)
    Acho que muitas vezes as mulheres fazem de tudo para ser mais bonitas mesmo, um esforço que muitas vezes passa ao lado dos "homens" e o resultado nem sempre é o melhor.
    O elogio tem de vir sempre, mesmo quando não há maquilhagem e não são só as mulheres que têm este tipo de coisas os homens também mas não têm coragem para confessar.

    Mas esta é a minha opinião e vale o que vale.

    beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. NENHUM homem fica mal quando defende as mulheres! A vénia para ti :)
      E sim, conheço homens que têm mais cremes do que eu.

      Beijinhos

      Eliminar
  2. ahahahahahahahah! loira uma vez, loira sempre

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, verdadinha! There´s no turning back :)

      Eliminar
  3. Mas isso é coisa de loira... eheheh

    ResponderEliminar
  4. =) Gosto muito de te ler!! Identifico-me!!! eheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Nós mulheres, temos coisas que só mesmo nós podemos compreender...e às vezes, nem mesmo nós ;)

      Eliminar
  5. Essa cabeleireira é mesmo santa. :D Mas ao menos ficou como querias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não sei se teria a paciência que teve, sobretudo à hora de fechar a porta.

      Eliminar
  6. é o que dá darem importância demasiada a certas coisas ... presumo que não tivesses ninguém à espera, senão de certeza que ouvirias uma boca qualquer ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Presumes muito bem. Se tivesse, merecia ser levada por uma orelha, como se faz às crianças.

      Eliminar
    2. Se fosse um homem decente, diria à saída "estás muito gira, fica-te bem essa NOVA cor".

      Eliminar
    3. E dizia isso de dentes cerrados, é o que queres dizer, não é?

      Eliminar
    4. Não. Dizia do género "para saberes que reparei na diferença". Que afinal não existe.

      Eliminar
  7. Deixa lá, ontem igualmente depois de um dia de trabalho e de 1h30 de treino fui a uma superfície comercial decidido a comprar um par de calças novo. Experimentei, experimentei, experimentei e saí tal como entrei...Enfim, hoje é um novo dia e as calças continuam as mesmas, eheheh.

    Boa sexta-feira!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E até sabias perfeitamente o que querias também. Cá está, todos temos dias de pura indecisão. Uns mais do que outros, talvez.

      Eliminar
  8. Fizeste bem, afinal se não gostaste mais vale. E depois más opções todos fazemos, e mais vale tomar uma má opção do que não fazer nada e ficar a remoer de como seria se a tivessemos tomado. E se não correr bem, o melhor é corrigir o mais depressa possível do que insistir no "erro".

    Eu este verão deixei crescer mais o cabelo do que aquilo que costumava. Acho que o resultado não foi muito bom, mas a solução também não foi complicada: a ultima vez que cortei voltei ao estilo curtinho. Se bem que no meu caso era complicado depois de cortar rentinho pedir para repor o cabelo que me tinham cortado... eheheheh...

    PS: normalmente prefiro mulheres de cabelo preto... ahahahah... :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes o que se diz, não sabes? Blondes have more fun! ;)

      Eliminar

Elaborai à vontade a tua teoria.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.