É basicamente isto.

É basicamente isto.

3 de janeiro de 2014

E a palavra do Ano de 2013 foi...

...Bombeiro.

Não deixa de ser mau sinal. Não deixa de significar que, este, foi mais um Ano em que este País ardeu de uma forma impressionante e mais um Ano em que muitas vidas de pessoas que fazem do seu trabalho salvar as vidas dos outros, foram perdidas. 

Em "concurso", estavam as seguintes dez palavras:

- bombeiro;
- coadoção;
- corrida;
- grandolada;
- inconstitucional;
- irrevogável;
- Papa;
- piropo;
- pós-troika; e,
- swap.

Apenas mais dois apontamentos sobre este assunto:

- terá, também, o famoso calendário dos moços de Setúbal contribuído, agora na recta final, para esta ser a palavra do Ano?;
- Este concurso não inclui vernáculo daquele puro e duro, pois não? É que eu apostaria que outras seriam as palavras do Ano...quiçá da década.

12 comentários:

  1. Não me fio nem um bocadinho nesse resultado...

    jinhoooossss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tendo em contas as outras, é estranho sim...

      Bj

      Eliminar
  2. Eu aposto que o pessoal que votou na palavra do ano estava com os moços do calendário na cabeça!

    ResponderEliminar
  3. Dentro da lista, até me surpreendeu a escolha...Às tantas o calendário deu mesmo uma ajuda.

    Totalmente de acordo com o teu 2º apontamento...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho a mesma opinião. Dentro da lista, não deixa de ser surpreendente, sobretudo quando TODOS OS DIAS (e não é, de todo, exagero) ouvimos falar nos termos da crise e da situação política portuguesa...

      Eliminar
    2. Eu repeti tantas vezes outras palavras que diz que não ficam bem a uma senhora...é a Sociedade que me faz ser assim!

      Eliminar
  4. hahah lindo, pensei no mesmo quando vi =P

    Que mentes maldosas pá! =P

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maldade foi aquele calendário, assim...sem aviso...;))

      Bj

      Eliminar
  5. Sinceramente, não terá sido a mais marcante em 2013.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, por muito marcante que o trabalho deles tenha sim...

      Eliminar
  6. Humm...cá para mim é obra do calendário :P

    ResponderEliminar

Elaborai à vontade a tua teoria.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.