É basicamente isto.

É basicamente isto.

2 de abril de 2013

Let's talk about Sex, Baby.

Vou armar-me um bocadinho em Marta Crawford, pode ser? Este post está vedado a menores de 18 anos. A partir desta linha, não me responsabilizo.
Eu nem costumo ligar muito aos estudos e estatísticas que se fazem sobre o tema Sexo. E porquê? Porque acho que nesta matéria cada um sabe de si, e não há limites a não ser aqueles que os próprios intervenientes impõem. No entanto, tropecei num artigo que vem ao encontro daquilo que já "digo" há algum tempo, e que é para mim um mito urbano : a importância que os homens acham que as mulheres dão aos preliminares. Atenção, não confundir as coisas. O foco aqui é "OS HOMENS ACHAM".
Finalmente, um estudo veio afirmar que deve ser dada mais atenção à qualidade da relação sexual em si, do que aos preliminares. Ao mesmo tempo, defende o estudo, a importância destes tem sido sobrevalorizada pelos homens. E eu agora podia esmiuçar aqui o assunto, mas não vou fazê-lo. Talvez numa próxima oportunidade.
O fundamental, homens, é que entendam isto de uma vez : nem sempre apetece uma entrada. Mesmo quando apetece, se a entrada for muito demorada, pode desviar as atenções da refeição principal. E, para finalizar, não adianta servir uma entrada digna de restaurante com estrela Michelin, para depois apresentar um peixe cozido sem graça como prato principal.~
Não precisam de agradecer.

26 comentários:

  1. ahaha às vezes desvia mesmo a atenção da refeição principal, e é uma pena ;) Adorei! :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes, parece-me que querem mesmo desviar a atenção da refeição principal...de propósito! ;)

      Eliminar
  2. Parabéns CM ;) Uma Estrela Michelin para o teu último parágrafo: Genial!

    jinhossss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Merci :) Espero que a mensagem tenha passado ;)

      Beijinho!

      Eliminar
  3. Tomaaaaaaaaaa...uma escrita bastante criativa. Não estou plenamente de acordo contigo, mas o que é que sei da vida??? AHAH

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes umas coisas, de certeza! ;)

      Beijinho

      Eliminar
  4. Epá, ó Cláudia, deixa-te de estudos. Pegando na analogia, é tal e qual a culinária: depende de quem cozinha e de quem come.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não deixa de ser verdade. Mas há por aí muito cozinheiro a achar que em todas as refeições é preciso uma entrada. E isso não está certo. Alguém tem que dizer ao Mundo que não é bem assim. Calhou-me a tarefa ;)

      Eliminar
    2. Tens de frequentar outras casas de pasto. Nunca tal coisa me ocorreu - nem a mim nem a qualquer gajo com dois dedos de testa.

      Eliminar
    3. Ui, se tu soubesses o que para aí anda a envergonhar-vos... ;)

      Eliminar
  5. Portanto posso deduzir que és adepta do snack-bar, da bifana ou do prego no pão comido ao balcão. ahahah
    Nem ao menos um daqueles minipratos de dobrada, ou mão de vaca? loooool

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :D Sim, podes deduzir que sim. Uma vez por outra, aceita-se o miniprato!

      Eliminar
  6. O recado está dado, não é que precise mas agradeço.

    Estes estudos têm sempre uma característica é que não se aplicam a todas as pessoas, por isso há excepções, :)

    beijinhos e boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é isso mesmo. Há que acabar com esse estigma que todas as mulheres gostam do mesmo. Os homens andam enganados neste campo há demasiado tempo. O melhor mesmo, é não partir desse princípio e ter em mente que cada mulher, é uma mulher.

      Beijinho =)

      Eliminar
  7. Epá, não sei se concordo ou não. Há dias em que te apetece uma entrada bem servida cheia de tudo e outros em que te apetece um fast food requintado ;)
    Mas gostei do estudo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente! Agora só falta que eles percebam isso ;)

      Eliminar
  8. Maravilhoso!!!!

    Mas olha que o contrário também se aplica. Por vezes os complicado é perceber se lhe está a apetecer matar a fomeca de imediato com um bitoque maravilhoso, ou, se naquele dia, ia bem uma panóplia de petiscos de entrada...Há espaço para tudo...Penso eu...não sei...

    Eheheh...Muito bom, o texto!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E pensas muito bem! o "truque" é mesmo esse. Nada de partir do princípio que as mulheres querem sempre a entrada. Isso é uma ideia errada que foi "vendida" durante muito tempo, vá lá entender-se porquê.

      Merci ;)

      Eliminar
  9. eheheh Há que perguntar. Por vezes, apetece uma refeição com entrada, prato principal e sobremesa. Noutros dias, o prato principal, versão fast food, satisfaz completamente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso, S*! Perguntem, que ninguém leva a mal e ficam todos mais felizes e contentes ;)

      Eliminar
  10. Resumindo: depende um bocado da direcção para onde o vento sopra naquele dia. E um gajo que adivinhe..!

    Tens de deixar de ler a Maria e o Consultório Sexual da Revista Vidas pá! :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nã, nã, nã! Um gajo não tem que adivinhar. Pode perguntar ou tentar perceber de forma subtil.

      Este estudo deu-me um jeitaço! Ando a dizer isto há anos, quase sozinha neste Mundo... Andaram muito tempo a vender-vos o peixe errado ;)

      Eliminar
  11. Muito bem dito! :) Nada de entradas demasiaaaaaaado demoradas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tornam-se aborrecidas! Agora rezemos todas para terem entendido ;)

      Eliminar

Elaborai à vontade a tua teoria.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.