É basicamente isto.

É basicamente isto.

29 de abril de 2013

Adivinhem quem está de volta?

Euzinha da Silva! Tinha ficado por lá, por minha vontade, mas as vossas transferências não chegaram e acabei por me resignar. Um País onde o ordenado mínimo ronda os 1400,00 Euros, não é propriamente para o bolso do Português médio. Mas avancemos, até porque o custo de vida também não tem comparação. Parece muito, mas enquadrado na realidade do País, não é.

Amesterdão é uma Cidade a não perder. Estava na minha lista prioritária há já algum tempo, e foi ficando para trás. Não será a minha Cidade de eleição (ainda suspiro por N.Y., onde voltarei um dia), mas é de uma beleza incontornável. Os canais que banham a Cidade, são do mais bonito que estes olhos já avistaram. Os bairros habitacionais são compostos pelos típicos prédios baixos, de uma harmonia inatacável. As bicicletas são rainhas e senhoras nesta Cidade. Não se iludam, são elas que têm prioridade. No primeiro dia, tive certeza que não sairia de lá sem ser atropelada. Parecia-me inevitável. Aparecem de todos os lados, a velocidades assustadoras. Os Pais transportam as crianças nos cestos, como se fossem 2 baguetes. E, não me perguntem como, mas aquilo funciona. Deslocam-se para todo o lado, sempre com o mais feliz dos semblantes, eles de fato e elas de salto alto, se preciso for. É de ficar de cara à banda com tanto à vontade com este meio de transporte. Não fui atropelada, mas ainda não sei bem como. Sorte, calculo.
O problema da Cidade é a alimentação. Se gostam de comer, se têm dificuldades em resistir a tudo a que deviam resistir, então aviso já que vai ser complicado. Entre as Tartes de Maçã com natas (Appelgebak met slagroom ), as Waffles, as Stroopwafel , as batatas fritas em cada quiosque e em cada esquina, as montras cheias de bolos de tamanhos industriais que gritam por quem passa, voltei de lá com mais 2 kgs em cima. Não fui confirmar, mas só porque não preciso de confirmar o óbvio. Aquele povo só não é obeso, porque quem pedala daquela forma pode comer o que quiser.
Por fim, os Holandeses não são, de longe, o Povo frio que contava encontrar. Pelo contrário. São afáveis, simpáticos, sorridentes, bem dispostos. Como é que conseguem esta proeza, com aquele clima, é coisa que já não sei. Em 4 dias, consegui assistir a todas as Estações do Ano em Amesterdão. Tive calor à séria, apanhei chuva, gelei e achei a temperatura perfeita noutras ocasiões.
A não perder, é o que digo a quem não conhece ainda. Saldo largamente positivo.

PS- interessante é a relação dos Holandeses com os guardanapos. Ou a não relação. Naquela Cidade, se querem um guardanapo, peçam-no. Não contem em recebê-lo com a comida. Nem pensar. E, mesmo a pedido, contem com um por pessoa. Muito poupados no papel.

PS 2- encontrei por lá aquele que podia ser o homem da minha vida. E Português e tudo. E dele só sei o nome. Sou uma vergonha, eu sei. Mais um que se me escapa.

Deixo-vos alguns momentos.
 

 

 

 

 
 
( Visita marcante)
 


 


 
(Praça de Dam)

 

 
(Bloemenmarkt, à direita)

 
(Bloemenmarkt)

 
(fechado até dia 01/05. Uma facada no meu coração.)

 
 (Rijksmuseum, ao fundo)
 

 
(Heineken Experience. Divertidíssimo! A não perder)

 

 
(Praça de Dam)

 
(Biblioteca de Amesterdão. E a melhor vista da Cidade)

47 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada! Já tinhas algumas saudades da blogosfera...

      Eliminar
  2. Deve ser fantástica!!! um dia, um dia...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo! Recomendava outras prioritárias, mas esta também não se deve perder...

      Eliminar
  3. A minha amêndoa voltou!
    Graçádeussssss!!!!!

    Olhe é só para lhe dizer que o mais giro de Amesterdão aparece ali no meio das fotos que és tu miúda! Tu és gira que te fartas, pá!
    Espero que tenhas voltado feliz e bem disposta;)

    jinhossssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A tua amêndoa! :)

      É dos teus olhos, Suri, é dos teu olhos!! :) Obrigada!

      Bem disposta e renovada.

      Beijinhos!

      Eliminar
  4. Deve mesmo ser um máximo, adorava conhecer! Ainda bem que gostaste :)

    Porque deixaste escapar o rapaz??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, porque não tive coragem! Uma fraca...

      Eliminar
  5. Também adorava conhecer, quem sabe um dia :D

    Ainda bem que correu tudo bem!!

    ResponderEliminar
  6. Bem-vinda! :) Eu queria tanto conhecer Amesterdão. Acho que iria adorar :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, querida Flow!! Acredito que sim, acho impossível não gostar de Amesterdão.

      Beijinhos

      Eliminar
  7. Welcome back, giraça! Ficaste muito bem na foto! E as outras também estão muito giras!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como disse à Suri, é dos teus olhos, moço! ;) Obrigada.

      Bjs

      Eliminar
  8. Inveja, mas da boa! Não me importava de voltar a Amesterdão, pois gostei muito da cidade.

    Mas antes deixa-me dizer-te que alguém, na época considerada amiga, tinha-me dito raios e coriscos da cidade… Posteriormente descobri que era para tentar dissuadir-me de ir, porque –para ela– a vida é uma competição, e ela tinha que ter mais cidades no currículo que eu. (gente doidaaa! medooo!)

    Portanto, com más informações na cabeça, ao chegar a Amesterdão, a cidade revelou-se uma boa surpresa. E guardo excelentes recordações da minha estadia.

    Eu tive a sorte de ver o Museu Van Gogh e também o Rijksmuseum (pré renovação) – o meu querido Riquinho! :-) Não fiz a Heineken Experience porque detesto cerveja. De resto vi e fiz tudo a que tinha direito! Ah, não comi nenhum bolo de canabis, já passei a minha fase “sex, drugs and rock’n’roll”... :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, mas que grande amiga que aí estava! Chiça!

      É surpreendente, sim. Não esperava gostar tanto. Também não acho grande piada a Cerveja, a experiência incluía 3 e eu só consegui beber 1,5, para teres uma ideia! :) Mas são duas horas super divertidas, mesmo.

      Também dispenso essas coisas ;)

      Eliminar
  9. Bom regresso!

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  10. Que beleza!! Deve ter sido uma bela experiência :) ...e quanto ao moço, nem um contacto? Nada? Hum?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito boa, Ana!

      Nem um contacto! Só sei o nome e nde trabalha...o que já não é mau ;)

      Eliminar
  11. É uma viagem e tanto, ainda bem que gostaste... Tenho que lá voltar, e sim, confirmo tudo isso. Fui a todos os museus e assisti à lapidação de diamantes numa das muitas fábricas que têm por lá.
    Só devias ter ficado com as coordenadas GPS do rapazito! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. À lapidação não assistir.

      Não tenho as coordenadas, mas sei onde está. Um dia volto ;)

      Eliminar
  12. Essas fotos dão vontade de ir já para lá! =)

    ResponderEliminar
  13. Eu ia adorar e bem preciso de arejar as ideias, mas ando com tanto medo da crise, que cada tostão que largo tem de ser bem avaliado.
    É uma tristeza vivermos grande parte da vida nesta incerteza, neste medo do futuro...

    Tenho uma teoria para a cena dos guardanapos. Guardam-nos pra "enrolar". eheheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho feito o seguinte : só faço uma viagem, quando já consegui juntar dinheiro para esse propósito. No chamado "pé de meia", não mexo. Também tenho esse receio.

      Eu não sei o que fazem com eles, mas posso dizer que até no Mac os guardanapos estão guardados atrás do balcão. Não há guardanapos à disposição como cá.

      Eliminar
  14. Ainda bem q voltaste, já tinha dado pela tua falta ;)
    adorei as fotos e saber q correu tudo mto bem! agora a parte de deixares escapares o homem da tua vida isso não!!
    bjokas e obrigado pela partilha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Mel :)

      Olha, foi um daqueles momentos de quimica que ficam na memória. Mas mais acontecerão, espero eu ;)

      Beijinhos!

      Eliminar
  15. Seja bem aparecida.

    Sabia que ias adorar. É quase impossível não se gostar de Amesterdão.

    É engraçado ver estas fotos...Parecem umas que tenho lá por casa, eheheh.

    PS - Não me apercebi disso dos guardanapos...Será que devo ficar preocupado?!?! eheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, querido Nix!

      Também acho impossível não gostar, e, surpreendentemente, não fosse aquele clima, e talvez até me imaginasse a viver naquela Cidade. Com bicicleta e tudo! :)

      PS - deves!!! Ou as coisas mudaram muito, ou deves...=P

      Eliminar
  16. Gostei imenso das fotos.
    Amesterdão também está na minha lista de viagens, é uma cidade que adorava conhecer. Um dia, um dia :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada =) a fotografia é uma paixão minha, preciso é de uma máquina decente.

      Vale a pena, força nisso!

      Eliminar
  17. Também querooooooooooooooooooooooooooooooo :(

    ResponderEliminar
  18. Para a próxima leva-me contigo :P Eu ajudo a devorar os doces lool

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tinhamos feito uma dupla jeitosa, tinhamos! Não sei como é que voltávamos...

      Eliminar
  19. "Ir" é tão bom... voltamos sempre mais crescidos, com mais mundo. Voltar também não é mau, especialmente quando há a perspectiva de continuar a aumentar o nosso mundinho. Enquanto não pode ser com viagens, que seja com leituras, com filmes, com pessoas interessantes (falando nisso, oh rapazinho, chega-te cá a este blogue, pá!):)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida que sim. Há tanta coisa para conhecer, ver, aprender neste Mundo, que é quase uma obrigação. Mas daquelas que em retorno só dão prazer.

      Devia ter atirado com um cartão com o contacto e o endereço do blog, não devia? Crap!

      Eliminar
  20. https://www.facebook.com/photo.php?fbid=455782367835426&set=a.359327494147581.87240.355695474510783&type=1&theater


    Esta é para te ajudar à dieta :P

    ResponderEliminar
  21. Ai pá esse título lembra-me sempre a música do filme Bad Boys!! Genialidade cinematográfica,bem sei...Enfim... Que bom que a menina está de volta.
    Estive em Roterdão ainda em menininha, não me lembro de praticamente nada, espero poder voltar com o N. e aproveitar muito.

    As fotos estão com muito bom aspecto,tu nem se fala. Ganda peixe!!
    Beijinhosssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vão adorar, e apesar de ter ido com amigos, pareceu-me uma Cidade bastante romântica. Não é à toa que lhe chamam a Veneza do Norte.

      Nesta foto já tinha atravessado uma tempestade de chuva e vento, estava completamente atropelada, pá! Peixe onde?? ;) Obrigada!

      Kiss kiss

      Eliminar
  22. Fico muito feliz que tenha corrido tudo bem e que tenhas voltado, :)
    Adorei o belíssimo texto e a as fotografias, partilho da opinião da Suricate.

    beijinhos e boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Sérgio. Viajar faz-me tão bem à alma!

      Beijinhos, para ti também

      Eliminar
  23. Férias na "estranja", em tempos de crise, ou és uma gaja rica, ou és uma rica gaja. xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gaja rica não sou, isso é garantido. Rica gaja, já há quem ache ;)

      Mais a sério, viajar é uma prioridade. O dinheiro que não gasto noutras coisas que gastava em tempo, é hoje investido em viagens. Além disso, hoje em dia, o que gastamos uns dias fora, não é tão diferente do que se gasta por cá, no Norte ou no Sul do País, por exemplo.

      Eliminar
  24. Eu não acho grande piada à cidade, mas se é preciso ir para Amsterdão para ser o homem da tua vida, então mudo-me já amanhã! Hoje!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não faças promessas que não podes cumprir ;)

      Eliminar
  25. Vou lá este mês. Se quiseres que vá onde o rapaz trabalha pedir um contacto, é só dizeres ;)
    E quanto a Amesterdão, começa nos canais e acaba nas stroopwafel...

    ResponderEliminar

Elaborai à vontade a tua teoria.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.