É basicamente isto.

É basicamente isto.

14 de fevereiro de 2014

Quem são os namoradeiros, afinal?

Adoro uma boa comemoração. Adoro datas, dias disto e daquilo. Gosto de olhar para o calendário e vê-los lá, alinhados, ano após ano. Do que eu não gosto mesmo, é de ouvir as frases do costume. "o Natal é quando um homem quiser". O "dia da mulher são todos os dias". "Todos os dias deviam ser dia dos namorados". JÁ SE SABE. Desculpem o grito. Já se sabe, ok? Como é óbvio. Todos os dias são dias daquilo que quisermos e todos os dias são bons dias para mostrar apreço, para dar mimos, para valorizar, para presentear. Desde quando passámos a ser tão cinzentos, tão do contra, tão sempre a dizer mal de tudo? Os outros 364 (ou 365) dias do ano não invalidam que assinalemos datas, pois não? Eu nasci a 7 de Maio. Deixo de festejar o Aniversário por estar viva em todos os outros? Não tenho pachorra para o discurso "anti", e tão tipicamente Português, como é bom de perceber.
Questão prévia analisada, passemos a uma questão que ainda mais me atormenta: quem são, afinal, aqueles casais TODOS que vemos a jantar neste dia? Que aproveitam para fazer qualquer coisa especial? Que oferecem presentes? Quem são, pá? Ninguém gosta do dia, todo o meu Português o acha disparatado, portanto, presumo que são estrangeiros que, ano após ano, passam o Dia dos Namorados em Portugal, com a sua cara metade. Senhores...
Agora que já desabafei, aproveitem o dia. Aproveitem a noite, aproveitem tudo. E, sendo certo que todos os dias podem fazê-lo, não se esqueçam de lembrar a pessoa que têm ao lado, da importância que tem para vocês. É dia de fazê-la(o) sentir-se especial. Porque o Amor ainda é o que mais merece ser celebrado nesta vida.

23 comentários:

  1. Excelente ponto de vista!
    Nunca o celebrei com postais e corações, muito menos com jantares fora, mas sim, é verdade, neste dia fazemos questão de meiguices:)...que na correria dos outros dias nem sempre acontecem...

    jinhooooosssss minha Amendoa:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, Suri. E eu bem sei eu vcs já se mimam muito, em todos os outros dias...adoráveis:)

      beijinhos!

      Eliminar
  2. Ser contra o dia dos namorados é considerado intelectual, afinal não deixa de ser uma comemoração pop. Pessoal do intelecto comemora este dia com leituras massudas ou a ver daqueles filmes chatíssimos que mais ninguém gosta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) e também não esboçam sorrisos, que isso é coisa de gente parva.

      Eliminar
  3. Tal e qual, é que não falava melhor =)

    Diverte-te tu também =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, minha Cláudia!

      bjs para vocês

      Eliminar
  4. Eu não sou anti, mas a verdade é que nunca festejei este dia. Mas respeito quem o faz e até gosto de ver os "mimos" que se vão trocando ao longo do dia.. Nas redes sociais vá, que não sou nenhuma stalker!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu adoro ver as mulheres carregadas de flores nas ruas, confesso :) E gosto de ver homens a receber ramos de flores, também.

      Eliminar
  5. Eu festejo o dia, já jantei fora e já recebi e ofereci presentes, mas nos últimos anos dou mais valor aos programas caseiros onde aplicamos o nosso amor em pequenos gestos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sou muito mais a favor desses programas caseiros, do que ir para restaurantes onde não cabe mais uma palha e onde todos os casais acabam por estar constrangidos...

      Eliminar
  6. Eu já festejei (muito bem) este dia... Foi algo planeado, pensado, desejado, mas sinceramente não é um dia a que ligue especialmente. "Aquele" dia foi um juntar de duas situações e acho que festejámos muito mais uma situação do que propriamente o "dia dos namorados".

    Não sou anti. Mas também não sou de usar este dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não ser anti já é bom. A mim aborrecem os anti, a sério. Que não percebam que se vá festejar para restaurante e que se ofereçam presentes, até se entende. Agora, achar o dia um disparate, é que é mesmo implicância gratuita.

      Eliminar
  7. As datas existem para serem recordadas e celebradas, sem dúvida. Mesmo não sendo sempre possível...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando não é possível, compensa-se noutro(s) dia(s)...

      Eliminar
  8. Eu até podia concordar contigo mas não vejo o dia da mesma forma. Mas respeito :)
    Os meus dias especiais a celebrar são os dias de inicio de namoro, dia de aniversário, datas especiais para mim. O dia de S.Valentim é mais um dia no meio dos outros onde evito as lojas (tal como o faço antes do natal), onde evito os shoppings, restaurantes e afins (tal como no natal, páscoa e afins) por detestar as confusões.
    Já os actos de romantismo e de amor neste dia não me deixam triste, zangada ou o que for...muito pelo contrário, quando são actos de amor e romantismo mas não vejo comprar prendas como festejo do amor, nem os ramos imensos, nem uma ida a um restaurante pelo triplo do preço habitual ( e não estou a dizer que é o teu caso mas o de muitos é e muitas acham que o marido/namorado não as ama muito porque não gastou o ordenado todo na preparação do dia).
    É um dia que deve ser celebrado para quem o quer celebrar mas também não vou celebrar só porque todos decidiram celebrá-lo e, como muitos, fingir que estão bem, gastar dinheiro que não têm só para manter as aparências.

    São pontos de vista e a mim não me vêm em restaurantes nem com peluches ou prendas neste dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não sou fã de restaurantes neste dia ( o que é curioso, porque em qualquer outro sou, e de que maneira!) e se há presente que nunca gostei, mesmo em miúda, são os peluches. Mas sou fã de programas caseiros e especiais, e adoro dar presentes.

      Eliminar
  9. Tens razão.

    Se lhe dermos importância é porque tem valor.

    Dias para festejar o amor nunca são demais.

    Que seja quando quisermos e porque não tb no dia 14?

    Feliz dia!

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exacto. E porquê não lhe prestar uma homenagem, com um dia só seu? :)

      Beijinhos

      Eliminar
  10. Não deixo passar o dia em branco (até porque vocês, mulheres, não perdoam esquecimentos, mesmo quando dizem que não ligam ao dia ahahah :P). Mas não faço desse dia um dia especial, porque os dias especiais são quando nós quisermos. Considero-me romântico, mas irrita-me o consumismo desmesurado desta data.

    Pessoalmente, a nível amoroso, dou mais valor e significado ao aniversário de namoro, por exemplo. E em termos de datas especiais no geral, dou mais valor ao dia do pai e ao dia da mãe, bem como aos aniversários dos que me são importantes, e datas que me dizem algo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Roger, tocaste aí num ponto que daria pano para mangas...nós não perdoamos esquecimentos, não. Keep in mind! :)

      Eliminar
  11. Eu festejei e de que maneira! Três dias na Serra da Estrela que me souberam pela vida! E normalmente festejo sempre a menos que a pessoa com quem estou não o queira fazer. Acho que sí aconteceu uma vez...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, eu vi as fotos! E os pormenores...cof, cof.

      Eliminar
  12. Só pela comunidade "bloguista" é que fiquei com a noção de que a moda é "não gostar" do dia dos namorados.... Pelo que entendi até então, ainda mais se calhar ir às compras nesse dia, todo o namorado(a) está ocupado nesse dia a fazer planos...

    ResponderEliminar

Elaborai à vontade a tua teoria.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.