É basicamente isto.

É basicamente isto.

25 de fevereiro de 2014

O Carnaval. Também conhecido como "mais uma forma de passar frio neste País".

Para os mais distraídos, o carnaval está aí à porta. E se eu nunca fiz grande questão de me mascarar na infância e na adolescência, confesso que, à medida que os anos vão passando, tenho mais vontade. De fazer figuras, vá. Em vez de ter mais juízo, estou cada vez mais parva.
Se percorrer, assim num instante, a lista de máscaras que já passaram por este corpinho, temos : Carmen Miranda, Mecânica, Palhaça, Sevilhana, Hippie, tentativa de ser um membro da banda "As Doce" que se transformou em, basicamente, prostituta de 5ª categoria, Pipi das Meias altas, e, a cereja no topo do bolo, esfregona Vileda. Sim, no ano passado.
Ontem foi dia de tratar da máscara deste ano. Percorri um armazém que vende uma quantidade de máscaras só vista antes nos cortejos de Carnaval do Rio de Janeiro. Aquilo são corredores e corredores de cabides carregados de máscaras. Mal entrei, fiquei cansada. Quase 1h30m depois, acabei a análise à oferta e decidi experimentar 5 máscaras. E foi aqui que começou a noção daquilo a que chamo "sábado será a noite mais fria do ano". Os fabricantes de máscaras ( ou as lojas que as compram, que aquilo é capaz de não ser feito em Portugal), esquecem-se que neste País o Carnaval é celebrado em pleno Inverno. Costuma chover, faz frio, costuma andar o diabo à solta. Foi só nisto, e no frio que me espera, que consegui pensar todo o tempo que estive naquele provador. Em primeiro lugar, contam-se pelos dedos de uma mão as máscaras de mulher que incluem um par de calças. Saias, saias e mais saias. Até aqui, a coisa ainda vai. Mas quando as saias têm praticamente o tamanho da parte de baixo do meu bikini de Verão, eu pergunto-me se alguém sabe que o Carnaval se festeja no Inverno, neste País. Completamente vencida pelo espírito carnavalesco, lá vim com uma máscara no saco, toda contente. Precisava de perder us 3kgs até sábado, para a coisa correr bem, mas não sou miúda de começar a acreditar em milagres com esta idade.
 
Seja como for, fica o apelo para o próximo ano: senhores, por favor. Saias um pouco mais compridas. Eu sei que é Carnaval e que ninguém levará a mal, mas o decoro, senhores. O decoro. E sim, de facto, vi por lá uma máscara com muito tecido. De freira. Mas não foi essa que comprei.

17 comentários:

  1. Já passei frio no Carnaval, mas também já morri de calor (a Lia pode comprovar, já viu uma foto dessa maluqueira) xD anyway, regra geral até nem ligo muito ao Carnaval. Passo anos e anos sem me mascarar, não sou especialmente folião.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu jamais vestiria algo daquele género :S lool

      Eliminar
    2. LOL e eu garanto que nunca mais visto xD suei tanto dentro daquela merda que acho que numa noite perdi 5kg xD

      Eliminar
  2. No fim de todo o texto, só me ocorre uma pergunta. Tens bikini de inverno? Isso existe? ;)

    Vocês passam frio, é verdade, mas nós até agradecemos...eheheh

    O problema resolve-se. Tens que ir passar um Carnaval à cidade maravilhosa.

    PS - Num ano, mascarei-me de padre, mas palpita-me que, efectivamente, a freira não seria a tua máscara...

    ResponderEliminar
  3. Nem me digas nada... A última vez que me mascarei foi de diabo e porra, não havia quase roupa nenhuma a tapar-me. Valeu-me uma capa que aquilo tinha, tipo super-homem, que a mantive sempre fechada lol

    Já agora, onde vais tu comprar os teus fatos?

    Beijocas

    ResponderEliminar
  4. Este ano até me desafiaram mas... acho que será mais um ano em branco neste assunto. Pelo menos até à data estou a zeros!

    ResponderEliminar
  5. Num ano, usei um de pantera cor-de-rosa. Frio, não passei, mas calor, sim! Apesar de ser vestido, o tecido era quente, muito quente! (Vantagem de ter escolhido eu o tecido!)

    ResponderEliminar
  6. Eu não ligo nada ao Carnaval.. Nunca liguei. Este ano não me vou mascarar na mesma, vou querer aproveitar as festas de Carnaval que há aqui, que conheci (e vivi essa única vez) há muitos anos atrás (mais de 15). A idade era outra, mas quero ver agora, à luz desta idade e maturidade, como se vive aqui o espirito. Pode ser que aprenda a gostar desta época :p

    ResponderEliminar
  7. Esfregonas?? Mas quem são os anormais que se vestem assim? ahahahah :D

    ResponderEliminar
  8. https://www.facebook.com/GarfieldProducts/photos/a.115504381874445.25206.113621012062782/352912711466943/?type=1&theater

    Nem este grande "senhor" se escapou às saias :P lool

    ResponderEliminar
  9. Ui das doce...classy!! Esquecem-se mas principalmente para as mulheres que precisam de mini saias...eu o ano passado tive direito a tutu...e rapei frio até estar alcoolizada...depois deixei de saber o meu nome.

    ResponderEliminar
  10. Queres um Carnaval bonito para se viver no Inverno? Por aquilo que vejo...Veneza:)...frio não apanharias de certezinha.
    Não acho piadinha nenhuma ao Carnaval, muito menos ao português, que chego a achar um espectáculo de misérias alheias...que me envergonham mais a mim do que a quem as expõe...
    Vale apenas pelo tempo extra que me permite passar com MorMeu e com as meninas:)

    Diverte-te ;) jinhooooossssss

    ResponderEliminar
  11. Ligo tanto ao Carnaval como ligo à Páscoa.

    ResponderEliminar
  12. Realmente não tinha pensado nesse pormenor do frio, se calhar um pouco por não ligar nenhuma ao carnaval, lembro-me de quando era pequenita ter andado por aí mascarada mas já à uns 18 anos que não sei o que isso é, e depois como eu não sou pessoa de gostar de noitadas e coisas desse gênero, mascarar-me para ficar em casa não faz lá muito sentido.

    ResponderEliminar
  13. Pressuponho que te vás mascarar de qualquer coisa que tenha a ver contigo. Qualquer coisa com formas arredondadas..

    De pizza, de hamburguer, ou de bolo de chocolate? :P

    PS: Já só faltam 15 semanas para o Verão!

    ResponderEliminar
  14. Fiz um desafio sobre o carnaval. Nunca fiz um, já tentei responder a uns tantos, mas a meio desisto. Contudo na tentativa de entender o que fascina as pessoas a responder a esse género de inquérito fiz um com aquilo que acho que é engraçado e as pessoas gostam de contar como uma história.

    Mas isso é um aparte que o início do teu texto me lembrou. Eu gosto do Carnaval mas nunca em adulta me mascarei. Na minha zona não existem festas carnavalescas e decerto isso ajuda a que a quadra passe sem sequer sentir que cá esteve. Antigamente ainda se via algumas crianças mascaradas e se corria o risco de num andar mais elevado alguém andar a atirar ovos pela janela, mas agora nem uma criancinha de dois anos de idade se consegue vislumbrar mascarada pelas ruas...

    Claro que se for a um shopping, elas estão lá todas! Mas não é no shopping que gosto de ver o carnaval. É nas ruas.

    ResponderEliminar

Elaborai à vontade a tua teoria.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.