É basicamente isto.

É basicamente isto.

12 de janeiro de 2013

Na Margem Certa do Tejo

As tardes são assim.

11 comentários:

  1. Respostas
    1. Segredos ainda mais ou menos bem guardados da Margem certa.

      Eliminar
  2. E nem convidas os teus ilustres subscritores..?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Convido, pois! Esta margem é boa anfitriã :)

      Eliminar
  3. Respostas
    1. É só passar a ponte para o lado certo... Se o homem não quiser vir, vens tu :)

      Eliminar
  4. Não há margem como esta. Maravilha!!

    ResponderEliminar
  5. A Margem Certa do Tejo? Uso essa expressão. Provavelmente usa-la agora porque um dia eu inventei-a e entretanto as pessoas começaram a usar e chegou a ti.
    Mais ou menos como a internet e o Facebook.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concedo-te o benefício da dúvida. Mas, e mesmo nessa hipótese académica, a nossa margem certa do Tejo não deve ser a mesma. E a não ser, de que te serve inventar o conceito e aplicá-lo mal? ;)

      Eliminar
    2. Eu domingo as duas margens. Aliás, o próprio conceito de "margem" fui eu que inventei.

      Eliminar

Elaborai à vontade a tua teoria.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.