É basicamente isto.

É basicamente isto.

12 de setembro de 2013

A ligação directa entre o volante do carro e o dedo no nariz. Em busca da explicação.

O português (peço desculpa, mas desconheço o comportamento além fronteiras) condutor, acredita que, uma vez sentado atrás de um volante, passou a ser invisível. É a única explicação que se encontra para este fenómeno:

Com o carro parado em qualquer fila ou semáforo, em 10 vezes que olhemos pelo espelho retrovisor, em 7 delas estará um condutor com o dedo enfiado no nariz. Alguns a tentar tocar no cérebro, mesmo.

Não sei se fico mais enjoada ou intrigada.

30 comentários:

  1. Se calhar fui um deles! eu às vezes coloco lá dentro... mas é rapido e vejo se alguém esta a olhar :) quando se é sincero.. não se pode criticar!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mas não dá para puxar um lenço e resolver o assunto de outra forma?

      Eliminar
  2. Sinceramente é nojo mesmo. Não posso dizer que nunca o tenha feito discretamente. Mas à descarada a enfiar os dedos todos no nariz não.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há quem acredite mesmo que ninguém, naqueles 1250157133 carros à volta, está a olhar.

      Eliminar
  3. Facto diáriamente enojadamente constatado...confirmo. Não tenho explicação para o que vejo...

    jinhossssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E na grande maioria, são homens. Ainda menos percebo...

      Beijinho

      Eliminar
  4. A maioria deve pensar que o carro tem vidros fumados :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se é para assistirmos a isto, acho que preferia mesmo viver num mundo em que todos os carros os tivessem.

      Eliminar
  5. A explicação é simples. Não quer dizer que seja higiénica.

    Tu sabes que os meninos, ao contrário das meninas, têm pêlos no nariz, certo? E, cortados, ou em crescimento, estes fazem comichão, sendo que, um gajo vai ali a conduzir, a comichão a dar...

    um gajo vai ali a conduzir, a comichão a dar

    um gajo vai ali a conduzir, a comichão a dar

    um gajo vai ali a conduzir, a comichão a dar

    um gajo vai ali a conduzir, a comichão a dar

    ...o semáforo fica vermelho e pumbaaaaaaa... um tipo nem se lembra que está na rua, é um acto inato, dedo no nariz.

    Sabe Deus o esforço que eu fazia para me evitar de o fazer, sobretudo quando passava aos 45 minutos na Rotunda de Almada para entrar na Ponte 25 de Abirl!!

    ;)

    Beijo miúda do aparelho... (isso ainda dura?)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AHAHAHAH! SOG, só tu!! É uma explicação, é...e realmente não tenho nenhuma melhor.

      Beijinho (dura só até a próximo mês...ainda não falei disso, porque até tenho medo de enguiçar a coisa!)

      Eliminar
  6. Também já me questionei sobre esse comportamento, repetidamente, visto ao volante. Na verdade não encontro outra explicação a não ser a crença na invisibilidade humana dentro de bólides!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ali o SOG avançou com uma explicação ;)

      Eliminar
  7. Também já tinha abordado esse fenómeno aqui.

    http://mirone.blogspot.pt/2013/07/no-carro-nao.html

    ResponderEliminar
  8. Olha que na Radio Comercial já falaram disso e o que me ri quando tentei imaginar as pessoas no carro de dedo no nariz a olhar para o lado :D hahahaha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todo o santo dia. É só passar uns minutos no trânsito...

      Eliminar
  9. LOOOL mesmo!
    Que confusão que me faz, credo.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É que, a achar que são invisíveis, não podiam até fazer coisas bem mais interessantes? Não sei, digo eu...

      Beijinhos!

      Eliminar
  10. Ahahah bem verdade.
    Mas deixa lá que também é cómico ver as mulheres a retocar a maquilhagem, por exemplo xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) verdade, é cómico mas bem mais higiénico!

      Eliminar
  11. Também ainda não arranjei uma teoria para isso...

    ResponderEliminar
  12. E fazer uma bola que se atira pela janela fora, como quem joga berlinde. ahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ...ou...colá-la no banco! Já vi acontecer!

      Eliminar
  13. Eu não preciso de estar parado no semáforo para o fazer.
    O carro é o meu mundo. Dentro dele sou rei e senhor e quem me vê de fora não percebe o que ali se passa dentro. O que para eles é tirar macacos do nariz, para mim é um ato de higiene como outro qualquer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um ato de higiene?? Retira lá isso, vá!

      Eliminar

Elaborai à vontade a tua teoria.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.